CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2015 - Recebeu voto de aplausos pela Câmara Municipal de Araçatuba;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba;

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras;

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau;

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau;

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

CONSTRUA O SEU TEXTO

Construa um pequeno texto a partir desta imagem.
Deixe-o no comentário.
Obrigada pela participação.
Rita Lavoyer

21 comentários:

Rita Lavoyer disse...

A imagem me passa respostas sobre perguntas que a própria natureza não consegue formular.
Rita Lavoyer

Anônimo disse...

Amor puro, sincero. Carícias... Sem coice.

Wanilda Borghi

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

A natureza é o que é. Não faz perguntas. Nós fazemos e eu não sei o porquê. Devemos aceitar a natureza, sem questionamentos.Suas leis são precisas a tal ponto que dois nimais demonstram carinho um pelo outro.O que explica isso? Nem quero saber. Só aprender com eles e com ela.

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

ENCAVALARAM-SE!

Zemarcos disse...

::: O amor é onipresente!

Jorge Sader Filho disse...

Querendo ou não, o carinho sempre esta presente. E a violência também. Não andam separados.

Beijos,
Jorge

Patrícia Bracale disse...

Modulra do Amor...
Na ação da natureza,
Sempre encontraremos Deus

lucidreira disse...

Fico imaginando se caso fosse o ser humano, após as caricias viriam as brutalidades. E eles os irracionais são puro estinto animal.

ZRG Sons e Vínculos disse...

Animais.
Tão belos.
Tão selvagens.
Tão reais.
A vida é o momento.

Ser humano
Complicou demais
A vida é passado, presente e futuro.
Complexa, dura, difícil.

Encontrar momentos.
Aprender com os animais.

conselio disse...

Engana-se quem achar que os equinos se amam. Eles estão apenas se coçando.
Hélio Consolaro

Marisa Mattos disse...

Tô achando que eles são gays...No mundo animal também...POOODEEEEEEEE......

MI disse...

sábia é a natureza, não se sabe se carinho, ou não,mas, a imagem é como um balsamo, dando a esperança de que nem tudo está perdido, se amam ou não ninguém sabe, mas a figura é deveras um alívio para as almas sonhadoras.

Marianice Paupitz Nucera

Marisa Mattos disse...

Voltei pra explicar minha frase brincalhona mas sem nenhuma intenção preconceituosa,viu pessoal?
Quero dizer que tá valendo e adorei participar.Beijos Rita!

Emilia Goulart disse...

o carinho é a melhor forma de expressar o amor.
Os animais sabem, mas o homem muitas vezes esquece.

Beatriz Nascimento disse...

Vai chegar um tempo em que esses carinhos não mais existirão, aproveitemos o momento para se entregar um ao outro da forma mais humana possível fazendo com que cada instante junto se torne eterno... Saudades vamos sentir, agiremos como animais por causa dela, mas tudo passa... e esse amor um dia vai passar... essa necessidade de estar junto se findará... fica a lembrança na nossa fotografia de antes...

Viajei né? rsrs

Bjoxxx e abraços***

Rita Lavoyer disse...

Muito obrigada a todos vocês que atenderam a este chamado.
Adorei a participação de todos.
Grande abraço a todos os meus visitantes.

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

Vichi, o Consa , atacando contra o romantismo. Este pragmatismo ainda o levará aos infermos. Arrependa-se e os seus pecados serão perdoados...cerveja quente é uma desgraça.

Anônimo disse...

O que o Incriado por primeiro criou?

Sendo atemporal, não tem passado, nem futuro, tudo é o Seu hoje.

Tudo, pois sempre existiu... E ... no Seu coração! Fonte do amor.

Então foi derramado o amor, que une, que completa e contempla todas as espécies.

Somos todos irmãos: não importa se temos pés ou patas, que cor levamos, onde moramos; importa que amemos. A ternura de pássaros, aos casais, em leves bicadas e negaceios, balouçando em fios - lhes roubamos as matas -; o calor do afago entre cavalos, aos quais roubamos a liberdade de em bandos, crinas ao vento, correrem em prados verdes, são, a um só tempo, para nós exemplo e libelo. Desaprendemos o amor. Desde jovens o beijo dos pais perto dos amigos nos envergonha. Não passamos os braços sobre os ombros do que chora se não for do nosso meio: nos envergonhamos da roupa modesta do pobre, ou tememos não ter aceitação. Os animais, mais puros que o homem, dentro de sua espécie não se rejeitam pela pelagem. No frio se aconchegam, no cio se cruzam, na maternidade se desdobram...

Assim... no eterno presente de Deus o amor flui e flutua, espalhando seu perfume no ar.

Beijos, Luza

Ventura Picasso disse...

Na perfeição do cio da natureza, que nada perdoa, "os brutos também amam!".

Zilda Santiago disse...

O côncavo e o convexo também vale para os irracionais.É o amoooorrrrrrrrr!!!!!Bjs

Luiz Alves disse...

A mesma imagem, diferentes quadros, diferentes ângulos, diferentes fotografias, este é o poder do humano ser. Nada errado, nada certo, apenas diferentes maneiras de se ver. O que vale é o que você viu, te tocou e que te fez pensar. Às vezes passamos a vida buscando o melhor ângulo que pode estar a nossa frente o tempo todo, basta abrir os olhos.