CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau.

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau.

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras.

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

SEM COMENTÁRIOS







Hoje, ajuda-me a acertar os ponteiros
nas horas da minha calamidade.
O pulso do relógio escreve mentiras
nas paredes verdadeiras deste tempo.
A falsidade calejou-se na realidade
faxinada diariamente e
escondida debaixo do meu tapete,
carregada pelo instrumento de lida
da feiticeira que sobrevive
à custa da diversidade da sua poção.
Neste post não há imagem,
ela reflete-se no cristal da bola
atravessada na minha garganta.
Sobre ela nada a rabiscar,
tampouco a se comentar.



Rita Lavoyer


8 comentários:

Anônimo disse...

Sobre ela MUITO a se comentar:
criativa,
competente,
calada.

Então é seu aniversário, Rita???

P-A-R-A-B-É-N-S, menina!!!!!!!!

Toda felicidade!

Muita esperança e alegria!

Alma faxinada... muito espaço para o novo. Melhor ainda. Infinitamente.

Beijo,

Wanilda Borghi

Jorge Sader Filho disse...

Não entendo. Todos os que fazem aniversário comemoram. Rita protesta, não coloca imagem, está brava!
A mim não me convence. Os anos estão amadurecendo e embelezando a poeta. FELIZ ANIVERSÁRIO, Rita Lavoyer.

Beijos,
Jorge

Daniela Marchi disse...

Professora, entendo perfeitamente o que se passa em sua alma, que aniversaria já há milênios... Que seja imensamente abençoada em mais esta primavera. Quem ganha é Araçatuba e todos que a rodeiam, por sua presença culta, refinada e importante. Beijos e parabéns.

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

Vc teria muito a dizer sobre a figura maravilhosa que é Rita Lavoyer. Bastaria não ser tão modesta. Se eu soubesse teria levado a tchurma do Rosalino e feito uma seresta na sua janela. Fica em que andar? Não importa, a gente berraria lá de baixo.Nem que vc quisesee Rita, vc iria conseguir melhorar...vc já é a "cara".
Abração minha amiga.

Ventura Picasso disse...

Parabéns menina da primeira página... Quem ensinava, quem aprendia?
Apesar de faltar a foto do bolo posso imaginar a forma do tal...
Couberam todas as velinhas?
Felicidadesssssssssssssss

Malu disse...

É isso Rita, vamos empurrando tudo pra debaixo do tapete, mas um dia a sujeira aparece e temos mesmo que fazer uma faxina... doa a quem doer.
Abraços

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Oi, Rita.
Já que estou passando com imperdoável atraso por aqui, os parabéns a você são duplos: pelo aniversário e pelo belo texto. Um beijo.

Patrícia Bracale disse...

Parabéns sempre.