CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau.

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau.

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras.

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau.

quinta-feira, 24 de março de 2011

SOU AMANTE.

Há algum tempo, ouvia contar uma história, não sei se lenda ou realidade, assim:

“Um homem esperava os viajantes que chegavam à sua cidade e oferecia-lhes mulheres.
Diziam tratar-se de uma mulher bonita e boa para o serviço em questão, por isso se submetiam ao valor que lhes era cobrado.





Descobriram que a mulher era sempre a mesma e, não muito depois, que ela era a esposa do tal homem que a vendida.

Questionado, o aliciador justificou-se:

_ Ainda é nova, tem muito a oferecer. E também não tem para onde ir.

Enganou-se. Ela encontrou alguém que a amou de verdade, deixou de ser vendida e o marido, desempregado, perdeu a mamata. Furioso, perseguiu-os. Matou a esposa e o amante expondo-os em praça pública. Diante do seu feito, todos os seus súditos o aplaudiram por ter lavado a sua honra."

-------------------

Algo recente me fez relembrar a infeliz história desses amantes, analisando o papel de cada um dentro dela.



O que significa ser amante:

PROCURA-SE UM AMANTE
Autor do Texto: Dr. Jorge Bucay, livro "Hay que buscarse un Amante”



Muitas pessoas têm um amante e outras gostariam de ter um.

Geralmente são essas últimas as que vêm ao meu consultório
para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de depressão.
São várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança. Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas.
Elas já esperam o diagnóstico de depressão e a inevitável receita do antidepressivo do momento...
Mas, após escutá-las atentamente, eu lhes digo que na verdade precisam é de um
AMANTE.
“Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas?!”


- pensam chocadas, escandalizadas.
Mas eu explico:
AMANTE é :
“ aquilo que nos apaixona ”
É o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono
e é também aquilo que, às vezes, nos impede de dormir.
O nosso AMANTE é aquilo que nos mantém
distraídos em relação ao que acontece à nossa volta.
É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.
Às vezes, encontramos o nosso amante em nosso parceiro;
outras, em alguém que não é nosso parceiro,
mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis.
Também podemos encontrá-lo na pesquisa científica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer do passatempo predileto...
Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida
e nos afasta do triste destino de "ir levando".
E o que é "ir levando"?
Ir levando é ter medo de viver.
É afastar-se do que é gratificante.
É observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra
é se aborrecer com o calor ou com o frio,
com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o hoje,
fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão
de que talvez possamos realizar algo amanhã.
Por favor, não se contente com "ir levando";
procure um amante, seja também um amante e
um protagonista da sua Vida.
A psicologia, após estudar muito sobre o tema,

descobriu algo transcendental:
"PARA SE ESTAR SATISFEITO, ATIVO E SENTIR-SE JOVEM E FELIZ, É PRECISO NAMORAR A VIDA."
Dr. Jorge Bucay,

----------------------------------
Eu amo Araçatuba. Sou sua amante, mas não sou oculta.

Só deixa de existir quem já não está mais no coração de ninguém.

Quem ama grita. Ainda que não me ouçam:
Eu amo Araçatuba, porque ela existe eternamente.
Rita Lavoyer




O texto do dr. Jorge Bucay recebi via e-mail.

Nenhum comentário: