CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2015 - Recebeu voto de aplausos pela Câmara Municipal de Araçatuba;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba;

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras;

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau;

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau;

sábado, 10 de novembro de 2012

MONSTRENGAMO -NOS!

Ela entrou na minha casa. Ele não se lembra o dia, mas o ano foi 2009. Entrou pela tela plana, planou monstruosa sobre ele. Coitadinho!


Já não era mais o mesmo. Já não é mais o mesmo. A monstrenga  entrou e foi contagiando aquele ser tão indefeso.

_ Vem ver, mãe!

Quando a coisa vem pra valer não adianta fugir dela. Em poucos dias a pequenininha já estava monstrengando também. Sem demora, já éramos três monstrengados dentro de casa, curtindo a monstrengona. E a curtição ficou generalizada. Não tem aparelho com tecla que não toque as músicas dela aqui em casa. “Monstra”!Confesso que fui um pouco resistente, mas essa genética herdei  dos filhos contagiados.    Mas faltava 1.

Durão, o papai de todos não queria saber de monstro nos ouvidos dele, nem diante dos olhos dele. Nada da criatura perto dele. Foi teimoso! Até o dia de os bilhetes para o show estarem à venda. Adquiriu-os no primeiro dia! O coraçãozinho do meu filho disparou com o presente. 

Foi contagem regressiva, controlando os corações.

Contagiado, o meu marido embarcou agorinha, 2 dias de antecedência, com o meu filho, para assistirem ao show da Lady Gaga em São Paulo.

Monstrengona, estou muito feliz por todos nós! O meu filho merece!

Estão certinhos eles, filho e pai!
 Espero que não voltem gagás!

imagem internet

2 comentários:

Célia Rangel disse...

Gosto não se discute... lamenta-se... (velho ditado ou velho deitado diante da "monstrengona")
kkkk...
Bjks. Célia.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.