CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classifica no TOP 35 na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.


domingo, 4 de abril de 2010

CONCURSO DE CONTOS CIDADE DE ARAÇATUBA



Jorge Napoleão Xavier.
Coluna Arquivo:
Assuntos - FR –D-2 de 02/04/2010.

Achei bastante pertinente o artigo do doutor Jorge Napoleão Xavier em que menciona que nenhuma rua ou escola receberam o nome de cidadãos araçatubenses importantes como Célio Rodrigues de Araújo Cintra e Odette Costa Bodstein.


Quero pedir licença ao doutor para comentar o “Assunto II” do próprio artigo em que cita a professora e cronista em referência. Assim diz: “a folha de serviços prestados por ela à cultura da cidade é vasta, extensa, infelizmente tudo indica que isso tudo não é valorizado como deveria ser. Pena que aconteça, lamentável. Não haveria por acaso uma escola que pudesse ser batizada com seu nome?”


Está aberto a 23ª edição do concurso de Contos Cidade de Araçatuba. Como sabemos, esse concurso vem tendo grande repercussão no Brasil. É de praxe que a cada ano um escritor renomado seja homenageado. No ano passado a Secretaria da Cultura homenageou Machado de Assis, neste ano homenageia o escritor Lima Barreto.


Sugeri, como cidadã araçatubense, no dia 02/03/2010 à Secretaria da Cultura, que nas próximas edições do concurso, além de homenagear um escritor renomado, homenageie também um escritor araçatubense. Proponho, baseando-me no artigo do doutor, que no próximo ano, a decana Odette Costa Bodstein seja homenageada.


Assim, todos os que participarão do concurso de Contos Cidade de Araçatuba poderão conhecê-la, uma vez que quem deseja participar busca o regulamento no site de quem o promove. Acessando-o, encontrará a história e as obras do araçatubense homenageado. É uma forma de destacar os que produzem ou produziram cultura para Araçatuba. Nada mais justo para uma cidadã que tanto fez para destacar o nome desta cidade.


Prestem atenção no Assunto V, ainda de Jorge N. Xavier- “ Soletrando de 01/04 ..Saudades do Brasil l, de Ester Mian da Cruz”. Leia, isso é importante demais para traçar um paralelo com o que estou dizendo.


Lima Barreto, o homenageado no Concurso de Contos, é autor da obra “ Triste Fim de Policarpo Quaresma”. O Major Quaresma é nacionalista ao extremo, tal qual Rita Lavoyer uma araçatubenses. Ele era ridicularizado pelos seus ideais. Ainda que eu também seja, não quero que me diga “que se dane, não me chamo Raimundo”, o meu nome é Rita Lavoyer.


----------------------------------------------------------------------------------------



À
Secretaria da Cultura de Araçatuba

CONCURSO DE CONTOS CIDADE DE ARAÇATUBA

Há tantos cabos de aço de braços abertos, e o povo continua a apinhar-se no mesmo cipó mascado.


Quero parabenizar a todos os membros da Secretaria da Cultura de Araçatuba pelo bom trabalho que vêm mostrando à população, principalmente no que diz respeito Arte Literária.
Sexta-Feira, 26 de fevereiro, estive na Praça João Pessoal para assistir a abertura do 23º “Concurso de Contos Cidade de Araçatuba”, promovido pela SCA e pelo Grupo Experimental da AAL.


Percebo que essa Secretaria vem se empenhando bastante para divulgar a cidade de Araçatuba nacionalmente com o Concurso de Contos.
Pelos dados informados, mais de 700 candidatos de todo o Brasil atenderam ao chamado desse concurso em 2009. Considero um número bastante significativo, comparando-o aos eventos anteriores.


O escritor brasileiro homenageado em 2009 foi o renomado Machado de Assis. Este ano, a Secretaria da Cultura homenageia em sua 23º edição o escritor, também muito conhecido, Lima Barreto.
Ouvindo a apresentação sobre o escritor Lima Barreto, na praça João Pessoa, e o seu valor literário para a cultura brasileira, e o público prestando atenção ao que nos era apresentado, fiquei pensando como seria bom se as palavras enaltecedoras fizessem referências a um escritor araçatubense.


Não quero fazer crítica ao trabalho, por sinal muito bem feito, mas deixar como sugestão que nos próximos concursos literários que promoverem, venha estampado também nos folders, panfletos e cartazes um escritor araçatubense e ao lado da foto dele a sua trajetória literária.
Homenageia-se um escritor de consagração nacional, ( já que isso é de praxe em concursos dessa natureza) e outro da cidade. Justas homenagens.


Perdoe-me, mas Machado de Assis e Lima Barreto já foram demais homenageados, igualmente os demais renomados. Precisamos conhecer os que necessitam ser reconhecidos.
Se no ano 2009 houve mais de 700 inscritos no concurso, certamente em 2010 e nos futuros as inscrições tendem a aumentar, mesmo porque o que faz com que o concurso cresça a cada ano é a sua organização, que está se saindo a contento, e não o escritor renomado.


Desta forma, colocando um araçatubense também como homenageado, no próximo ano serão mil pessoas ou mais conhecendo-o ou buscando conhecê-lo melhor através da divulgação e assim nos demais anos. Quando entrarem no site da Secretaria da Cultura para obterem mais informações a respeito do concurso, encontrarão lá a história do homenageado araçatubense. Sugiro também que a AAL disponibilize essas informações no seu site para divulgar e servir de pesquisa sobre esses eventos.


Será difícil escolhê-los? Não. Serão indicados a critério da Secretaria, e um escolhido para ser agraciado.
Temos escritores de todos os níveis em Araçatuba, encontrar um para abrilhantar o concurso de Contos não será difícil.
Achando que a seleção poderá ‘melindrar’ alguns, Dê preferência aos imortais que partiram, mas que deixaram vivas as suas obras.


Os escritores nacionalmente consagrados não precisam mais de homenagens. Se escrevo isso, é porque acredito que a Secretaria, no comando do professor Hélio Consolaro, seja a única a abrir os caminhos para que talentos da cidade sejam lançados lá fora.
Continuo com a mesma opinião de quando foi aberta a “Semana da Literatura” no ano passado. Homenagear os araçatubenses de forma a levá-los ao conhecimento da própria cidade.


Espero não prejudicar o concurso que vem sendo divulgado e aceito pelos escritores no Brasil todo, mas que seja revista a possibilidade de escritores araçatubenses serem pesquisados, tendo suas virtudes literárias apresentadas em uma praça pública lotada de gente, como esteve a Praça João Pessoa na noite do dia 26 de fevereiro.


Araçatuba precisa ser projetada no cenário nacional, e a Cultura vem fazendo isso, mas quer levar junto com ela os filhos que tanto a ajudaram e ajudam a crescer.
Se faço observações é porque a Secretaria possibilitou aos cidadãos discutirmos sobre cultura com a Cultura.
Muito obrigada e parabéns pelo bom trabalho que vem fazendo em benefício de todas as artes.


Rita Lavoyer
Cidadã araçatubense.
02/03/2010




5 comentários:

Maria Rosa Dias disse...

Oii, Rita! Obrigada por me seguir aqui, querida!!
Gostaria que comentasse lá no meu blog novamente, eu atualizei! ^^

Beijos e tudo de bom, minha cara!! ^^

Patrícia Bracale disse...

É uma ótima ideia, parabéns nossa cidadã.
Adoraria conhecer outros cidadãos araçatubenses.

Marisa Mattos disse...

Rita,voce tem razão em tudo que disse ....a Cultura em Araçatuba está à todo vapor e as idéias e trabalhos têm sido brilhantes....Se o Hélio e equipe aceitarem sua sugestão,aí ficará perfeito!!!!

Romeu Fagundes disse...

Qualquer pessoa deve honrar seu torrão natal. Mas lutar por ele são poucos. Não me refiro a luta com violência. Não. A luta deve ser dentro de sua área de ação intelectual. Seja uma grande poeta ou um honrado cidaão que se dedica à coleta do lixo. Todos juntos. Uma beleza. Eu sou brasileiro com orgulho mas me deixa muito feliz ser gaúcho e solidário com outras plagas.

Gilberto Ohoishi disse...

Bom dia, estou a procura de dois amigos de Araçatuba, que não vejo a muito tempo e que perdi o contato.
Satiko kubo ou Okubo e seu esposo Ticão (caminhoneiro na época 1990).
Se alguém tiver alguma notícia ou contato, favor enviar para gilberto_ohoishi@ig.com.br Obrigado.