CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classifica no TOP 35 na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

AGASALHA-ME




Quando vires o meu corpo nu,
desnuda-o da minha alma.
Em forma de sono penetra-o
até que eu nunca mais,
largada na areia do tempo,
recobre a consciência.

Quando o teu sopro,
em silhueta de sonho,
renascer-me novo espírito,
e eu sentir o calafrio das ondas do teu desejo,
puxa a porta do Universo devagarinho...
Agasalha-me
Agasalha-me
Agasalha-me com a tua pele de vento,
e ensaia comigo um vôo de imensidade
para além do panteão dos teus segredos,
onde eu quero nunca mais acordar
deste novo espírito que me veste.

RITA LAVOYER

6 comentários:

Malu disse...

Menina, falou do meu poema e da intensidade dele, mas esse seu é também muito intenso.
Olha só - agasalhar com a pele de vento - isso é gostoso demais.
Parabéns!!!

Jorge Sader Filho disse...

Altamente erótico e muito bem escrito, deixa a dúvida da poeta se o fato é verdadeiro ou não, como manda a regra tradicional.
Excelente, Rita!

Beijos,
Jorge

Literatura e Linguística disse...

Rita, é com imenso prazer que sigo o teu blog e obrigado por seguir o meu também. Nossa! Maravilhoso poema, muito intenso, profundo. Adorei, parabéns, vc escreve muito bem. Abraços.
Marcelo Moreira Marques

Helcio Almeida disse...

Rita,
Lindo e sensual, como deve ser o amor.
Mais uma vez, parabéns! Você é maravilhosa.

Rita Lavoyer disse...

Obrigada a vocês que passaram por aqui.Abração! Rita

Antenor Rosalino disse...

Desnudando segredos e lascívia,o teu coração criança encanta sempre mais. Grande abraço, Rita.