CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura


sábado, 27 de setembro de 2014

FILHO OU EMPECILHO? O GOZO DO FAZER E DO DESFAZER.

Rita Lavoyer
Jornal Folha da Região, Araçatuba, 27/09/2014 
Reproduzo aqui o texto que publiquei  em janeiro deste ano. Não que, do  início do ano até agora, esse tenha sido o segundo, ou terceiro caso apenas. Não! Esse é mais um caso que foi descoberto. 

Deixo aqui a pergunta:
-  Mãe, onde você estava? O que fazia, mãe, enquanto o seu namorado prendia a sua criança?? 



O que vem acontecendo contra filhos de mulheres que se relacionam com outro homem, que não o pai das crianças é de estarrecer. Dá vontade de enfiar as mãos nas vísceras desses abjetos para eles sentirem, vivos, as dores que as crianças passaram nas mãos deles. Se bem que esse tipo de ‘coisa’, por não ter sentimento nenhum, talvez nem sentiria  a dor por ser estripada. Mas não é assim que se faz justiça e sei que a minha vontade está errada. 
No dia 06 de janeiro, em Mococa – (SP), Iris Stefane Martins Cardoso, de 8, foi encontrada morta em um terreno baldio, com o corpo perfurado, sem marcas de sangue nas roupas.
Os suspeitos são a mãe dela, Ana Paula Milani, de 36 anos, que não demonstrou nenhuma reação quando soube que o corpo da filha  fora encontrado no terreno, e o companheiro dela, com quem convivia havia 6 meses: - Sebastião Carlos Rodrigues, de 27 anos, que saiu do Maranhão, tinha passagem na polícia e vivia armado com facas, como afirmou  num depoimento a avó materna da menina. Ana Paula Milani tem 10 filhos, mas somente 3 meninas moravam com ela e, na ocasião do sumiço de Iris, somente a vítima estava com os dois acusados em um bar, à noite.
Não dá vontade de meter a mão numa mulher ordinária como essa?
Agora mesmo, aparece outra notícia de que um menino de 6 anos,  Kauan Ederson de Souza chegou morto ao hospital com marcas de agressões pelo corpo, aparentando desnutrição e foi violentado. Mãe, Dalvana  e padrasto Tadeu da Graça  são  os principais suspeitos. O que essa criança não passou nas mãos desses carrascos??  
     Segundo a polícia, o pai biológico das crianças era impedido de visitar os filhos. Havia mais uma filha de 2 anos encontrada pela polícia na casa.
                Será que essas vagabundas querem um homem somente para se deitarem, não levando em conta sequer de onde eles  vieram?  Esse é um dos “será”  que me ocorre quando acompanho esses acontecimentos, que não centenas.
                Será que elas pensam que o que elas geram são tão asquerosos quanto elas, para não se importarem nem um pouco  com os filhos, deixando-os a mercê dos homens que a querem somente para uma transa?
                Será que essa mulher pensa que a necessidade que ela tem de um corpo  de homem ao lado é maior que a necessidade que seus filhos têm de proteção?
                Quem será que está errando, uma vez que esses índices infelizes vêm aumentando dia-a-dia?
                Será que a justiça já não dá conta porque gritamos: -  Deus, cadê Você que não estava lá para proteger esses Seus filhos indefesos??
                Sofremos, todos, recentemente como caso Joaquim, em Ribeirao Preto, sofremos agora com mais essas duas barbáries, e quantos outros casos estão omissos sem que tenhamos conhecimentos?
                Quantas vidas inocentes serão, ainda, sacrificadas por conta de mães que ajudam a matar o filho com  a mesma capacidade que têm para ajudar um homem a gozar nela, gerando outras e outras vítimas??
             
                Tenho nojo dessa espécie! Tenho nojo!
Estou errando nisso também! Nada de violência. Nojo também é violência!

 Autora-  Rita Lavoyer

               






9 comentários:

Célia Rangel disse...

Fico com você, Rita! ..."Tenho nojo dessa espécie! Tenho nojo!"
Se errada estou... elas (eles) ainda mais! Sem julgamento, mas é a realidade estampada em nossos lares, em nossas caras... Não dá mais pra ignorar ´"sexo sem responsabilidade"... Nem animais agem assim.
Abraços,
Célia.

Rita Lavoyer disse...

Uma falta de sentimento que atormenta a gente, Célia! Atormenta!

António Jesus Batalha disse...

É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever é um blog
simpático e aqui aprendemos, feito com carinhos e muito interesse em divulgar as suas ideias,
é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
Sou António Batalha.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo agora, mas só se gostar,
eu vou retribuir seguindo também o seu.
Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

Rita Lavoyer disse...

Olá, Antônio, Já visitei o seu blog, muito bom. Já o estou seguindo também. abraço.

Marcelly Rosa disse...

Olá, Seguindo o blog, adorei.
Estou com você não há como não ter Nojo dessa Intolerância que é a Violência.

(Comente e Siga-me)

http://marcellyrosa.blogspot.com.br/ M.R ♥

Rita Lavoyer disse...

Obrigada, Marcelly Rosa, por visitar-me e deixar o seu comentário. Já a estou seguindo.

HAMILTON BRITO... disse...

Deus nao se mete nestes assuntos se noko e violencia sou violento. Meu Deus o tar de ipad cade acentos. Ponos de interrogacao. C cedilha. Como passo para outro paragrafo. Socorro

Rita Lavoyer disse...

Não seja violento, José Hamilton! iPad novo dá esse trabalhinho mesmo, mas logo se acostumará com essa nova ferramenta.

adriana snn disse...

Hoje é o julgamento, dos assassinos de meu sobrinho Kauan Ederson!! Vamos pedir a Deus q a justiça dos homens se cumpra.