CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classifica no TOP 35 na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.


quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

JOSÉ MARCOS TAVEIRA – UMA CONFIGURAÇÃO PARA O BEM


 

 

Não me vem à memória nenhum encontro presencial com ele.  Eu o conheci como jornalista do Jornal Folha da Região, mas o nosso contato aconteceu através da Cia dos Blogueiros. Nunca lhe estendi a mão para um “cumprimento” ou para um “muito obrigada”. Sei que a pessoa dele dispensa apresentações nas redes sociais, pela desenvoltura que ele tem em cair e ficar, de vez, na rede, acho que por isso ele é aquarista, queria ser peixe também. Mas não para morrer pela boca, se bem que já salvou muitos navegadores, experientes e não, dos enroscos e anzois virtuais.

Peço licença aos leitores, para agradecer, ao meu modo, o jornalista, blogueiro, aquarista: José Marcos Taveira.

Jornalista com especialização em Comunicação Empresarial, trabalhando com internet desde 1997, foi professor universitário de Jornalismo On-line e Novas tecnologias e de curso de Técnicas de Radiojornalismo, é editor-executivo de internet na empresa Jornal Folha da Região.

A parte superior do monitor dele é brilhante, os seus pixels capilares são internos, emaranhados nos seus neurônios, só podem! Aos homens comuns, com essa característica, chamamos “careca” ; a dele: - “Layout de página”,  para cuja identificação não recebe, mas dá o selo de “Zemarquete” aos  admiradores do seu blog ”Blog do Zemarcos” - www.blogdozemarcos.com, atividade que mantém desde  2006, onde publica textos diversos, inclusive  dicas de tecnologia, esclarecendo  dúvidas sobre programas de computador.  

Esse “Zé” a que me refiro é a agulha magnética nas bússolas  dos navegadores de todos os níveis de rotas, perdidos nos cálculos de navegação da hipermídia, permitindo-os rumarem em direção ao seus browsers. É, pois, terra firme, aos que navegam... navegam... e ... quase morrem na praia, como eu, por exemplo.

Fui, várias vezes, socorrida por ele sem que me cobrasse absolutamente nada, entendendo que traz incorporado o dom de compartilhar o seu saber, tornando grande quem a ele recorre.  

Em 2008, o “Blog do Zé Marcos” ficou em 18º lugar no concurso “Top 30”, concorreu com mais de dois mil inscritos e, nesta empreitada, ganhou um selo, equivalente a um troféu na blogosfera.  O blog dele também foi indicado em mais uma  categoria: a “Legais do Público” e, durante uma semana, a UOL o manteve como destaque de capa.

Na sua jornada de compartilhamento, foi sócio-fundador da Cia dos Blogueiros,  fundada em 2009, projeto cujo propósito era o de unir blogueiros de todo o País e fora dele.

Somente para recordar, o que o José Marcos Taveira fez pelos membros da Cia dos blogueiros -  (resumo da postagem na Cia):

- cadastrou 622 blogs, publicou 612 textos de seus membros e produziu 14 ebooks enviados por integrantes;

- produzimos o concurso "Melhores blogs de 2012 ;

- criou a campanha "Sou blogueiro original";

- criou outra campanha: "Plágio é crime", criou selos que foram distribuídos em vários blogs;

- pela Cia dos Blogueiros, em 2010, recebeu o troféu cultura Odette Costa, na categoria 'Mídias livres';

- ajudou e incentivou, em 2011, a blogueira Andreia Pisco, que idealizou e coordenou as inscrições e seleções de poesias dos blogueiros inscritos na C, publicando, em seguida, o primeiro ebook com poesias dos blogueiros participantes e,

- comigo, em 2013, projetamos, mapeamos, fizemos perguntas e refizemos respostas e, por causa da ajuda dele, desabrochou outro sonho que ele não permitiu adormecesse:  "O maior poema", outra integração entre os membros da Cia, ajudando a incluir novos membros à Cia.

Através da Cia dos blogueiros eu fui me desenvolvendo como blogueira. Com a ajuda do José Marcos, abriu o meu segundo blog, já consegui abrir o meu terceiro e depois fui pro abraço, blogando! Mas, surgindo dificuldades relacionadas a computador é a ele mesmo que eu recorro.

Ele mantém ainda a página "Eu Amo Kinguios", no Facebook.

É imperioso sabermos que ele é filho da interação entre hardware e software e seu download, o único daquela memória uterina, aconteceu em 09 de junho de 1971, em Guarulhos- SP.

Não sei muito sobre disco rígido, porém esse tal de HD que a ele faz relação deve significar: Homem Dotado. E, dotado, José Marcos encontrou sua placa-mãe, sua amada-amante: Luci Neide, cujo CD original de drives do amor, trouxe-lhe os programas que fizeram as peças do equipamento dele se comunicarem com o sistema operacional dela. Pronto: possibilitaram outra interação entre hardware e software, com direito a entrada de USB numa conexão fortalecida pelo provedor Divino, projetaram e produziram o maior programa que o humano pode realizar: deram-lhe o nome de Michael.
 
 

José Marcos Taveira, em teu banco de dados está configurado que mobilizará, para ajuda dos leigos, os recursos virtuais vindouros, pois os criados até aqui, sei que faz questão de repartir sobre o que sabe com os internautas sequiosos por atualizações virtuais.

José Marcos Taveira é aquela pessoa que, mesmo a gente não tendo nenhum encontro presencial, de longe nos encanta. Bom menino!  Das linguagens que conhece, traz bom trato na elaboração de todas. A expressão educada em lidar com as pessoas faz estender suas virtudes dentro e fora do universo virtual.  No meu e-book de gratidão abri uma fanpage especialmente para agradecê-lo.

É certo que hakers tentem, pela tua profissão, afetá-lo; Zé, recarregue o teu  antivírus na fé  que Deus protegerá  todo o suporte do teu sistema operacional.

A divindade o programou para ser um gerenciador de tarefas, José Marcos. No teu mar de doações, siga confiante que tua navegação será segura. Mesmo quando estiver “off”, o teu anjo-da-guarda sempre estará “on”. Isso é recompensa pela tua automaticidade em programar soluções para aqueles que recorrem a você, pedindo ajuda. Abençoadas serão as tuas colaborações para o crescimento de um teu semelhante.
 

Que as graças do Senhor recaiam sobre o santuário da tua família, espalhando-se para o teu trabalho e por onde andarem: tua esposa, teu filho e você!

Obrigada por tudo, e que teus bytes multipliquem-se,  operando na mesma velocidade da  tua doação.

Rita de Cássia Zuim Lavoyer

13 comentários:

HAMILTON BRITO... disse...

Nenhum comentário..como pode?
Bem, endosso as tuas palavras. Realmente, uma grande figura.

Rita Lavoyer disse...

José Hamiltom, ele é o cara da internet;

Célia Rangel disse...

Rita!
Esse é um ser que sabe a que veio ao mundo. Senti muito sua desistência da "Cia dos Blogueiros". Há pouco recebi o link de seu blog atual. Parabenizei-o e sigo-o. Há sempre muito o que aprendermos com pessoas assim, generosas e sábias. Parabéns pela dedicação em reverenciá-lo. Merecidíssimo!
Abraços,
Célia.

Rita Lavoyer disse...

Célia, de fato veio para o bem, configuradíssimo para isso.

De fato, ajuda muita gente, aos blogueiros da Cia dedicou-se muito.

Raquel Ramos disse...

Vc tem absoluta razão em tudo o que diz. Mesmo nunca sem nunca ter tido qquer contato mais próximo com ele, acompanho seu trabalho e o admiro. Seus ensinamentos sempre "muito básicos" mas 100 % úteis.

Jose Marcos Taveira disse...

::: Poxa, Rita, que texto magnífico e quanto carinho! Estou emocionado e muito feliz por suas palavras e do pessoal que comentou. Obrigado mesmo!!! Sempre achei que não adianta aprender na vida se você não compartilhar. Então, ajudo no que posso, porque sempre encontro alguém que fez o mesmo comigo. Conte sempre com este seu amigo virtual, que um dia será real, com certeza, pois está nos meus projetos lhe dar um grande abraço de agradecimento por esta homenagem. Que Deus lhe abençoe!

Rita Lavoyer disse...

Oi, Raquel Ramos! Admirável pelo fato de ele não fazer distinção entre pessoas para estender ajuda. Obrigada por ler e participar aqui da minha homenagem a ele.

Rita Lavoyer disse...

Ai, que luxo!

José Marcos Taveira está aqui no meu bloguinho !!!!!

Olha, José Marcos, é uma honra pra mim conhece-lo, ainda que virtualmente. Trago muito carinho por você pelo trato educado que tem em lidar com as pessoas, ensinando- as.

Estou certa de que: da mesma forma com que me trata quando recorro a você, trata também aos demais.

Não tem que me agradecer nada. Eu é que lhe devia, mas sei que este agradecimento meu é pouco pelo tantão de ajudas que ainda vou lhe pedir.

Obrigada mesmo!

Rosemary Hanai disse...

Uma linda homenagem para esse casal que nos inspira com seu amor, a esse amigo virtual virtuoso que compartilha seus conhecimentos de forma tão competente e generosa! Obrigada Rita, por ler e traduzir o que vai no nosso coração. Obrigada Zé Marcos!

Rita Lavoyer disse...

Oi, Rosemary. Quantas coisas boas pudemos compartilhar juntas, e ele nos orientando, Isso foi muito bom. Obrigada por ler e deixar sua impressão aqui.

Rosemary Hanai disse...

Uma configuração para o bem, sem dúvida! Gratidão profunda.

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Que trajetória heroica. José Marcos deve ser mesmo uma figura ímpar. Parabéns ao homenageado e ao texto de homenagem!

Rita Lavoyer disse...

Oi, Marcelo! Ele recebeu uma inteligência multimídia e a coloca em benefício dos leigos, como eu, por exemplo.