CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2015 - Recebeu voto de aplausos pela Câmara Municipal de Araçatuba;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba;

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras;

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau;

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau;

quinta-feira, 12 de março de 2015

Então...

Então... - Rita Lavoyer
Naquele dia ela não acordou cedo.
Naquele dia ela não fez o café,
não limpou, não esfregou,
não passou, não cozinhou, não comeu. 
Não teclou, não leu, não escreveu,
não curtiu, não compartilhou, não levou,
não buscou, não ligou, não perguntou,
não conversou, não saiu, não visitou,
não retornou, não riu, não chorou,
não pediu, não gritou, não deu,
não recebeu, não errou, não acertou,
não obedeceu, não ordenou, não ensinou,
não aprendeu. Não amou, não desejou,
não dormiu tarde, não sonhou,
não esteve, não permaneceu, não foi, não ficou,
Naquele dia não houve ação, nem estado.
Naquele dia ela não morreu,
nem viveu! 

Um comentário:

Célia Rangel disse...

...Naquele dia, ela foi um espectro...
Abraço.