CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2015 - Recebeu voto de aplausos pela Câmara Municipal de Araçatuba;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba;

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras;

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau;

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau;

quinta-feira, 5 de março de 2009

A MULHER NA POLÍTICA

Coluna "Mulheres" - Jornal Folha da Região - 05/03/2009


Pra que uma Secretaria de Cultura em Araçatuba?
Mulher não dá moleza, não! Quando inventa de querer ser mulher de verdade, sai de baixo. Há pouco tempo, quando foram descobertos umas coisinhas simples, não muito significativas à Nação brasileira, uma mulher da política subiu no salto e me deixava arrepiada. Quando eu a via na televisão, gritando e xingando quem passasse à sua frente eu ia ao delírio. Gritava para o meu marido: “Marido, se eu fosse homem eu largaria você só pra me casar com ela”. Ela era a minha catarse na política. Mulher feroz! Quando ela pegava no microfone para desafiar aqueles: “toninho marvadeza, carequinha, tesoureiro e companhia” eu gritava em frente à tela: “Dá neles, arranha a cara deles! Eles são sem vergonha!” Eu me realizava nela. Eu era aquela mulher política daquela CPI. Confesso: “Eu votei naquela mulher!” Mas entre umas e outras acabei por desgostá-la. Mulher, abra os seus olhos! Nem tanto ao céu, mas também à terra.
Mas a mulher na política não faz tanto como um homem. Está certo que algumas fazem a dança da pizza, mas parece... Sei não heim... Veja só a proeza, político homem, que é ‘bão’ de verdade, consegue até mudar a natureza, baixam decreto pra tudo. Veja a evolução que uns conseguiram: mulher tem menstruação; político ‘bão’, mensalão. Mulher usa absorvente; político ‘bão’, dinheiro vivo pro p.... ficar contente. Ai, que saudade do tempo em que cueca virava pano de prato ou, então, coava cafezinho pra servir ao namorado. Olha só o que ela virou: um cofrinho incrementado para fundilho de deputado. Eca! Que coisa mais nojenta, guardar dinheiro sujo dentro da cueca! Nossa! Que linda ficou a rima.
Ah, quer saber de uma coisa, esse assunto dá até marchinha de carnaval e, de carnaval já tem papai-noel com o saco cheio por aqui. Quer um exemplo: As mulheres de Araçatuba que estão na política, digo, as vereadoras são mulheres de classe, mulheres finas, educadas, sabem respeitar as cadeiras que ocupam e as razões de as ocuparem. Digo isso porque se eu estivesse por lá, alguns dias desses, teria rodado a baiana. Eu estou melhorando, como disse no meu primeiro artigo, eu sou ‘mulheres’, umas eu as educo; outras, não. Nossas vereadoras são mulheres de princípios e os respeitam. Saberão resolver assuntos polêmicos com sabedoria. Isso é cultura! Por falar em cultura, já tem gente armando o circo, fazendo o maior carnaval, em plena quaresma. Praticando a arte de pintar o sete. Por falar em arte, será que a Secretaria de Cultura de Araçatuba vai ser extinta?
Falando sério, não do prefeito, mas de outra seriedade. Na arte, cada um se expressa da forma como sabe. Serão mais aplaudidos aqueles melhores interpretados. O nosso vereador, Arlindo Araújo, é homem diplomado, culto e inteligente. Fez coisas boas por nossa cidade. No fervor da emoção se expressou de forma equivocada. Julgo que não deseja lutar para Secretaria que apóia a cultura seja extinta de nossa cidade, pois ele também luta para poder melhorá-la. Na sua grandeza de homem público que é, Arlindo Araújo saberá se explicar quanto à sua expressão e nós, artistas, compostos mais de alma que de corpo, saberemos entendê-lo. O homem público ou o artista, um ou outro, cada qual dá sua parcela para o crescimento da cidade como pode, pois sabemos que não vivemos somente de política, mas também de comunhão com a arte. “Mulheres” sempre apoiará a Cultura!
imagem: novohamburgo.org/...

Nenhum comentário: