CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classifica no TOP 35 na 4ª semana de abril de microconto Escambau.

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.


sábado, 1 de outubro de 2011

EU TE PEÇO







EU TE PEÇO...


José Geraldo Martinez


Senhor! Eu te peço, ajuda-me, por favor!
Sofro por este amor inconfesso,
por toda minha alma manifesto,
sem reciprocidade e calor...

Tenho o frio dos que amam sozinhos,
sem palavras, conforto e carinho...
De compreensão por amar tanto assim,
qualquer gesto!

Amo a pessoa errada e, nesta estrada,
onde caminham os perdidos...
Sou o próprio desencanto vivido,
na poeira de um triste abandono!

Senhor! Eu te peço, conforta-me em teus
braços!
É tudo tão incomum...
Sou tão cheio de pecados e,


amando assim errado junto a tantos, mais um!

Abranda-me a solidão,
o deserto no coração,
as lágrimas que derramo inutilmente...
E que culpa tem ela - é verdade! -
se me mata inconsciente?
Dá-me um outro olhar...
Onde ela não possa estar,
povoando meus pensamentos!
E que enxergue em outra que vale a pena,
renascer em mim tão puro sentimento...

E que se faça passado e
tudo em mim apagado...
Senhor! Eu te peço!

Pai, e que Tu tenhas me perdoado,
por eu ter mais que a mim amado,
neste amor réu confesso!

------------------------------------------------------

EU TE SUPLICO


RITA LAVOYER


Filho! Para ti eu criei um rosário.
Nele, reza sempre um terço.
No amor, entendas, também há maldade.
Se não rezá-lo inteiro, pelo menos metade.

Filho! O teu frio também é tão Meu!
Procura auxílio na oração.
Ela é o caminho que conduz
Um homem a qualquer coração.

Ela(...) é a pessoa certa,
Errados estão os teus passos.
Andas desencantado e sofrido
Tornando teu amor deprimido.

Filho, nos Meus braços não cabes.
Há outros filhos que preciso abraçar.
Tua dor é a mais necessária,
Para todos, em Mim, acreditarem.

Não posso, filho ingrato!
Solidão não há por acaso.
Precisas dela para compreenderes
O valor de alguém ao teu lado.

Só tu podes ver o que queres
O olhar é igual para todos
O que trazes na tua visão
Nada mais é do que imaginação.

Mas, filho, não entendes ainda?
O que queres que apague
Não é fruto da minha criação.
Logo, para ela não tenho azorrague.

Filho! Eu te perdoarei
Se fizeres com o diabo um trato.
Consiga com ele uma desta pra Mim.
Aí eu os recebo pela porta dos fundos
Porque a da frente anda muito chinfrim.

Se a tua vida é sofrida
Calcule então a Minha,
Que para ter um filho comigo,
(Ainda que entrando pelos fundos,)
Ensino-o a pactuar com o meu maior inimigo.

Filho, a Mim pedes demais.
Esquece que existe mulher
E viva livre como a pompa da paz.

Ou então muda lá pro inferno,
Perde tua inocência,
Vira urubu!

Não Me perturbes mais!
Eu te suplico:


Para de resmungar
Senão, de penitência,
Te mando pra outro lugar!
Só para terminar com rima.


----------------------------------------------------

7 comentários:

Anônimo disse...

Oi Rita Parabéns um verdadeiro cordel a resposta ao "apaixonado", voce se pondo no lugar de Deus, já de saco cheio. Parabéns. Mais um de seus talentos se aflorando.
Maraianice

Anônimo disse...

digitei muito rápido. é MARIANICE no comentario acima

Célia disse...

Genial! Oi, Rita! Um desafio sensacional entre o "Criador e sua Criatura"... imagino mesmo que Ele anda de saco cheio... Haja caderninho de pecados, pedidos, súplicas, promessas e penitências... ou que se providencie-Lhe um bom notebook! Afinal... Ele também deve ter um blog para insuflar-Se!! Abraços, Célia.

Jorge Sader Filho disse...

Eita, Rita!
Barbarizou. Muito bem construído e dado seu recado. Ná íntegra.


Grande abraço,
Jorge

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Amém, Rita. Amém à sua visão particularíssima das relações com a divindade!! Glória, irmã.

Fanzine Episódio Cultural disse...

A ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS (Machado-MG) comunica que estão
abertas as inscrições para o VIII Concurso Plínio Motta de Poesias, do
ano 2011. As inscrições vão até o dia 2 de novembro de 2011.
Entrem em contato para adquirir o Regulamento:
a/c Carlos Roberto machadocultural@gmail.com
ESTE CONCURSO ESTÁ ABERTO PARA TODOS!

OBS: O VALOR DA INSCRIÇÃO ( 2 REAIS) PODE SER COLOCADO DENTRO DO ENVELOPE COM AS 6 CÓPIAS DA SUA POESIA.

Daniela Marchi disse...

Lindo, lindo, lindo!!!!!! A Rita é a 'mina'! Arrasou!