CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2015 - Recebeu voto de aplausos pela Câmara Municipal de Araçatuba;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba;

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras;

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - 13ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de abril de microconto Escambau;

2017 - Classificada no 7º Concurso de microconto de humor de Piracicaba.

2017 - 24ª classificada no TOP 35, na 2ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 15ª classificada no TOP 35, na 3ª semana de outubro de microconto Escambau;

2017 - 1ª classificada no concurso de Poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2017 - 11ª classificada no TOP 35, na 4ª semana de outubro de microconto Escambau;

sábado, 22 de setembro de 2012

FLOR AZUL


Flor Azul

Todas as flores têm as cores

Que Deus lhes deu.

Que Deus lhes deu!

A minha mulher é de um azul tão lindo

É a flor mais linda que a aquarela escreveu.

Oh! Mulher linda, flor admirável,
Todo o seu colorido é azul cor de infinito.

Ela embeleza todo céu e todo o mar,

Existe toda de azul

Para me amar,

Para me amar.


É o meu carnaval, fantasia e purpurina.

É a flor brilhante de azul com serpentina.

Que alegria é a minha mulher,

Uma flor do campo com azul cor de encanto.

Canto ela aqui, canto acolá.

Canto o seu azul que só sabe encantar.

Minha mulher, minha fortaleza,

É uma joia rara, é uma flor azul-turquesa.

Por ela sou muito orgulhoso,

Minha flor-mulher é de um azul maravilhoso.


Ela tem um tom que aquece o meu frio,

Minha flor-mulher tem a cor azul-anil.

O perfume que ela tem me leva ao céu.

O gosto da minha flor é azul da cor do mel.

Minha flor-mulher tem o azul do esplendor,

Deus fez todas as flores com o azul da sua cor.

Oh! Mulher linda, flor maravilhosa,

Todo o seu colorido é azul cor de infinito.

Eu não sei viver sem o azul da sua boca.

A minha mulher, entre todas, é a mais louca.

Essa flor-mulher torna o azul todo brilhante.

No leito de suas pétalas me faz todo amante.

Por essa cor dela eu me vejo enlouquecido.

Hoje sou um homem porque visto o seu vestido.

Nele eu me envolvo porque o azul só me compraz.


A minha mulher é o jardim com a cor da paz.

A cor que borbulha debaixo dos nossos lençóis

Foi tomada em benefício para brilhar todos os Sóis.

Esse homem que há em mim é o ramo da minha flor,

Porque ele é tão Mulher quanto o nosso Criador.


RITA LAVOYER é membro da Cia dos blogueiors e UBE

6 comentários:

Célia Rangel disse...

Um amor todo em azul permanece em sua melhor forma de ser - colorido translucidamente... Belo poema!
Bj. Célia.

Rita Lavoyer disse...

Célia, que chuvas de pétalas multicores, sejam, pelo universo, despejadas sobre ti, inundando o teu lar de luz e toda paz que mereces.
Paz!
Aquele abraço fraterno

Rita Lavoyer

Anônimo disse...

Oi Rita - as cores - o básico da vida; azul, amarelo e magenta - 16 milhões de tons a olho -
o negro e o branco não conta - vire-se encontre o amarelo e o magenta...
gostei pra caramba dessa poesia, principalmente os versos que destaco.

"Por essa cor dela eu me vejo enlouquecido.

Hoje sou um homem porque visto o seu vestido.
XX
Esse homem que há em mim é o ramo da minha flor,

Porque ele é tão Mulher quanto o nosso Criador."

Abs
Picasso.

Anônimo disse...

RITA, AGUARDE O FUTURO, ELE TE AGUARDA!AB, LUZA

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Minha admiração segue junto com uma flor. Azul, é claro. Parabéns pelo poema - especialmente pelo final arrebatador. Um beijo, Rita.

Rita Lavoyer disse...

Picasso, muito obrigada pela leitura carinhosa e pelo comentário "arrebatador" como menciona
Marcelo Sguassabia, muito querido, também, neste espaço.

Maria Luzia, ou eu vou nele, ou ele em mim. Venha, futuro!

Muito obrigada aos 3, excelentes vocês!