CLASSIFICAÇÕES EM CONCURSOS LITERÁRIOS

PREMIAÇÕES LITERÁRIAS

2007 - 1ª colocada no Concurso de poesia "Osmair Zanardi", promovido pela Academia Araçatubense de Letras;

2010 - Menção Honrosa no Concurso Nacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2012 - 2ª classificada no Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2014 – Menção honrosa Concurso Internacional de Contos Cidade de Araçatuba;

2015 – Menção honrosa no V Concurso Nacional de Contos cidade de Lins;

2015 - PRIMEIRA CLASSIFICADA no 26º Concurso Nacional de Contos Paulo Leminski, Toledo-PR;

2016 – 2ª classificada no Concurso Nacional de contos Cidade de Araçatuba.

2016 - Classificada no X CLIPP - concurso literário de Presidente Prudente Ruth Campos, categoria poesia.

2016 - 3ª classificada na AFEMIL- Concurso Nacional de crônicas da Academia Feminina Mineira de Letras.

2012 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura

2017 - Recebeu o troféu Odete Costa na categoria Literatura


terça-feira, 16 de setembro de 2014

VERBO CAMPANHAR



                
Bom-dia, gente interligada!!

                Pois bem! Hoje comecei desenvolvendo a minha cidadania.  “Cidadania”  significa , também, alguém que não “se dana” – do verbo “Danar” . Era cedo, bem cedinho mesmo e apertei o botão do elevador. Parece incrível, ele sempre está parado, mas quando eu o peço, todos os condôminos da torre o pedem no mesmo instante. 

                Então ele subiu, foi  lá pras alturas, enquanto fiquei a esperá-lo, até que ele parou no meu andar e o adentrei, praticando a minha cidadania:
                _ Bom-dia,  Vizinha! Já vai “campanhar?”

                KK, nós somos geniais, simpatia pura!  Conversa em elevador sai de tudo, até neologismo. Claro, sabemos que é possível a criação de novas palavras, e  que “Campanhar” estava muito bem empregada para a ação que a Vizinha está a praticar: Campanha! No caso dela  a“eleitoral”

                E cada uma tomamos o nosso rumo, e a minha cabeça fervilhando até que  eu fiz o retorno  com o carro e voltei pra casa  (depois ou vou para o meu destino, precisava resolver a questão)  
                “Mas não é possível” – exclamei! Vasculhei em todos os dicionários ao meu alcance e não achei a expressão “Campanhar” – Heureca!!   Criei nova palavra, tão bem vinda para a situação pela qual o país passa.
 
                Mas, enfim, o que significa “campanhar”?  Seguindo a etimologia da palavra, penso, que ela venha do substantivo feminino “campanha” [ do latim  campania.]
                Partindo do pressuposto de que as palavras, a partir da sua origem, sofrem modificações no decorrer da história, a expressão “fazer campanha” passou, no elevador do meu prédio, por um processo de aglutinação.

                Campanhar  - [do latim campana.] verbo da 1ª conjugação.

                Verbo Intransitivo -  fazer campanha, travar luta, defender ideias, despender forças para atingir um objetivo.
                Exemplo:  Os políticos  campanham no horário eleitoral gratuito e fora dele também.

                Verbo Transitivo indireto – fazer campanha por alguém, em prol de.
                Exemplo: Muitos campanham pela candidatura de quem melhor lhes servir.

                Verbo Transitivo direto – defender ideais de programa
                Exemplo: Os políticos e seus aliados hão de campanhar  os seus programas de governo.

                Verbo transitivo direto e indireto -  oferecer resistência, proteger, defender,socorrer.

                Exemplo: Os candidatos políticos campanham suas ideias pela vontade do povo. 

                Verbo bitransitivo indireto – disputar, competir
                Exemplo: O candidato  campanhou com outros candidatos de outros partidos, seu programa de governo.

                Verbo pronominal – fazer campanha em benefício próprio.
                Exemplo: Muitos candidatos campanham-se antes das campanhas e depois  que alcançam cargos públicos, pioram.

Campanheiro - Subst.masc. - quem faz campanha

Campanhista - $ub$t. de doi$ gênero$ - quem promove a campanha.

Campanhante - Adj. de dois gêneros - pertencente ou relativo a campanhantismno

Campanhantismo - subst.masculino - sistema empenhado em promover campanhas.

                Será? Mais uma dúvida me surgiu a respeito desse neologismo. 
                Será mesmo que fui eu quem o criou e estou fazendo uso indevido de uma criação que já existe e vou colocar o meu nome na criação, dando-me os devidos créditos a uma criação que não me pertence?? 
               Será que se eu fizer isso não corro o risco de me igualar a tantos parasitas que se apropriam das ideias alheias, que foram desprezadas por autoridades,  mas depois aproveitadas pelas próprias autoridades  que as desprezaram e colocaram os seus nomes para serem vistos como capazes de pensarem alguma coisa que presta, ainda que seja roubando as ideias dos outros?

                Sei não!  Melhor espalhar a palavra para o mundo, para que ela seja aplicada  da melhor forma possível, inclusive a inteligente!

                Que o verbo campanhar, com todas as suas possibilidades de transição, possa, de verdade, levantar questionamentos  sobre os que campanham hoje, para, quem sabe, os que vencerem pela sua campanhação o livre  a palavra do  pejorativo:  propaganda enganosa. 

               Campanhar, pra mim, desde agora,  não necessita aspas. 

                E sigamos todos campanhando nossos ideais.

Observação-  eu, de fato, não achei o verbo campanhar em dicionário algum. Se alguém já viu ou puder me dizer onde consta esse vocábulo ficarei agradecida, colocarei aqui o crédito ao informante e a fonte pesquisada também.

Rita Lavoyer      


4 comentários:

Célia Rangel disse...

Vamos difundir o "campanhar"... logo veremos "companheira" sendo amplamente utilizado..."propagandeando enganosamente"... Há uns e outros tidos "ficha suja" (a maioria)que saíram rapidinho do ato de "campanhar" e logo "botaram" o glorioso nome da sua mulher... kkkkk... Ela deve ser "limpinha" não vai querer se sujar ao "campanhar" em favor familiar! Essa saiu do banco de reserva, literalmente! Campanhemos, campanhemos!
Abraço.

Rita Lavoyer disse...

Verdade
, Célia. O texto necessita acréscimos como:

Campanheiro - Subs.masc. - quem faz campanha

Campanhista - Subs. de dois gêneros - quem promove a campanha.

Campanhante - Adj. de dois gêneros - pertencente ou relativo a campanhantismno

Campanhantismo - subs.masculino - sistema empenhado em promover campanhas.

Mais alguma coisa de que eu me lembrar, vou acrescentando ao texto.

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Como publicitário, vivo campanhando. No caso, criando campanhas. Felizmente, não políticas. Ótimo texto, Rita. Abraços pra ti.

Antenor Rosalino disse...

Boa noite, Rita! Não creio que um outro alguém tenha tido essa sua mesma criatividade tão oportuna para os nossos dias atuais. Os créditos são seus e, acredito, não demorará muito para que o vocábulo seja divulgado tanto quanto o próprio ato de campanhar.
Parabéns e um abraço com admiração.